Acampamento Farroupilha de páscoa 2019

Conforme projetado, esse evento do Instituto Cavaleiros Farroupilhas, foi realizado magnificamente na região da Serra Gaúcha, nordeste, em São Francisco de Paula, iniciando no dia 19 de abril, com a viagem do ônibus de apoio, partindo ás 9:00 horas de Sans Souci / Eldorado do Sul – RS, com cavaleiros e cavaleiras, até o local do acampamento, integrando lá outros do lugar e de Soledade, tendo o encerramento se efetivado com sucesso, na chegada da comitiva do ICF, no ponto de partida eldoradense.

 

Essa décima edição aconteceu na estação de pesca esportiva – Eco Lodge da Coobrastur, belo lugar com mais de 100 hectares que oferece excelente organização e infraestrutura classe A, dispondo de segurança, bangalôs, galpões, churrasqueiras, quadricículos, viveiros de plantas e animais, açudes, barcos para pescarias e passeios. A cidade de São Francisco de Paula, é sede do tradicional festival nativista O RONCO DO BUGIO, tem boa rede hoteleira e o município dispõe da hotelaria rural, parques e a maravilhosa rota das barragens e cachoeiras, estando a Barragem da Divisa e a Eco Lodge, 20 km do centro da cidade, em estrada de chão firme.

 

 

Em relação ao público alvo o evento atingiu (indiretamente), pela mídia do STC em 86 veículos no RS, SC, PR e Argentina, mais de 1 milhão de pessoas e diretamente, in locun, teve 30 participantes, sendo 8 a serviço do local e 22 personalidades-turistas, vindas (09) de Arroio do Tigre, (06) de Eldorado do Sul, (04) de Porto Alegre, (02) de Soledade, (01) de Sobradinho/RS.

 

Das atividades realizadas pelos participantes no encontro cultural-turístico, efetivou-se: Reuniões de confraternização; Passeios a campo na serra, na mata de eucaliptos e nas barragens; Tertúlias; Festival gastronômico campeiro diário – do peixe ao churrasco de gado, ovino, bovino e suíno; Torneio de canastra; Assembleia extraordinária que determinou o mote e a região do próximo evento do ICF a 27ª Cavalgada Farroupilha, no Planalto Central, em culto aos 87 anos Revolução Constitucionalista de 1932, nessa assembleia também determinou-se as novas diretorias – Executiva e Fiscal do ICF, tornando os cavaleiros veteranos – Derly Regis Carniel – presidente executivo e João Osório Ribeiro – presidente do conselho fiscal, que vão definir suas diretorias, mantendo como comandante das cavalgadas – Dorotéo e sub João Antônio Fagundes de Abreu.

 

Na assembleia ainda se discutiu os temas dos projetos culturais, turísticos e ecológicos do ICF, alinhavados no 11º Acampamento de Carnaval em Caçapava do Sul, no fevereiro passado, debatendo com as autoridades locais, as questões do turismo interno e do cuidado com as águas, quando o Prefeito caçapavano – Giovani da Silva e o Secretário do Parlamento do MERCOSUL – Flávio Monteiro, aderiram as duas causas do ICF: 1. A campanha de aquisição da Casa dos Ministérios (em pre ruína), para restauração e transforma-la na sede oficial dos Cavaleiros Farroupilhas, como ponto turístico histórico estadual, aparelhado para utilização em eventos culturais e sociais; 2. Criar um projeto de lei municipal de visão ecológica, que transformará Caçapava do Sul, na primeira cidade da América do Sul, ter um programa efetivo de tratamento dos fluidos de esgotos residenciais, comerciais e industriais, a exemplo da EUROPA, por estação doméstica, (um equipamento econômico que libera água na rede de esgotos da cidade praticamente limpa), com isso desintoxicando os rios, que por si só se restaurarão.

 

Assim, pelos fomentos ecológico, de turístico interno e cultural, o evento em tela cumpriu plenamente sua finalidade, deixando sugerido à gerente da Eco Lodge, Nádia Pereira Nunes, realizarem um evento artístico, tipo amostra musical, para novembro deste ano, intitulado, 1º Festival de Arte Farroupilha da Divisa, reunindo lá turistas, artistas, imprensa e patrocinadores, inseridos no plano de turismo interno do ICF, que prega aos rio-grandenses que: Conheça teu pago, antes de visitar outra querência!

 

Para pensar: Turismo e Cultura, são duas pernas de um mesmo organismo que harmonizado, só dá bons frutos a sociedade, em qualquer época.