Não deixe morrer o teu rio

Dia 22 de março, será o Dia da Água, e nós não podemos relaxar sobre esse tema preocupante, que há muito pessoas sensatas em todos os níveis e setores, públicos e privados, vem chamando atenção, sobre o eterno cuidado que devemos ter com esse liquido que é vida, pois sem a água não há vida, por tanto não jogue nada que não seja orgânico no eco sistema, pois tudo vai parar nos rios, assim tu estarás colaborando com a campanha NÃO DEIXEM MORRER MEU RIO, que no final das contas é meu, teu, do teu filho, neto, bisneto, vizinho, do bairro, da cidade, do estado, do país, do mundo e das novas gerações que muito mais do que nós, (já passados dos 50 anos), vão precisar.

 

Comunidade da região pode participar do concurso fotográfico “Não Deixem Morrer Meu Rio”

 

Além dessa consciência popular, temos que ter a consciência pública que encontramos a respeito desse tema, em Caçapava do Sul no dia 16 passado, no jovem Prefeito Giovane da Silva, que acordou com o ICF em fazer duas coisas maravilhosas a cidade caçapavana e ao mundo. A primeira, de incorporar a campanha ecológica, deixando o ICF transformar a segunda Capital Farroupilha, na primeira cidade da América do Sul, em tratamento residencial e comercial dos efluentes por tecnologia simples, ao invés de gastar milhões em uma estação única de tratamento, que gerará mais complexidade do que solução imediata ao problema, além de endividar o município.

 

Neste caso não, o fundamento disso está no que os europeus, em especial alemães e franceses, realizaram para a despoluição do Rio Sena, no final do milênio passado, colocando nas residências em geral, uma estação própria de tratamento dos efluentes, despejando na rede de esgoto água limpa, depois de tratada, utilizada e reutilizada, no lavar de carros, calçadas e aguando plantas. Essa é a solução mais prática, imediata e econômica a se fazer, se criando LEI que determine à qualquer construção nova, ter seu plano individual de tratamento dos efluentes, que onerará de 2 a 5% no valor da obra civil, custo que significa muito pouco ao extraordinário benefício que causará de pronto ao meio ambiente e a saúde pública, de forma perene.

 

O segunda coisa maravilhosa do acordo, sendo essa proposta do Prefeito Giovani, é o de se adquirir a CASA DOS MINISTÉRIOS, usado pela República Rio-grandense em 1939, para o ICF restaurar, criando e mantendo uma ferramenta permanente de cultura e turismo ao Estado, e social a região, como sede administrativa do ICF, idêntica a dos farroupilhas do passado. Obviamente que nesse prédio se terá a estação particular de tratamento de efluentes, bem como outra de energia solar, garantindo sustentabilidade de manutenção predial, ecologicamente correta.

 

A notícia boa também é que o ICF e a Prefeitura, contam ao planejado, com apoio institucional da UNIPAMPA pelo Reitor Marco Antonio Hansen, bem como do gabinete do Senador – Lasier Martins, que há dois anos já tinha manifestado seu interesse de ajudar o ICF restaurar a Casa dos Ministério, a exemplo do que fez pela casa de Bento Gonçalves, hoje museu na cidade de Triunfo.

 

Assim vale apena se empenhar por causas que são de todos, visando o bem comum, entre nessa luta conosco, informando pelo e-mail icf@tarca.com.br, e vamos garantir que o teu rio não morra!

 

 

Para pensar: Quando as forças políticas convergem, as melhores soluções acontecem!